Malentendidos

Pedro Amaral

"Todo mundo é ininterruptamente mal-entendido
no que diz, e é somente nisso que todos concordam"
Thomas Bernhard


Incrível como é difícil compreender que "fazer confusamente" seja o primeiro e inevitável passo para "fazer com clareza". Daí não serem poucos os que sucumbem, não por inaptidão, mas por impaciência.

***

Caberia, suponho, uma certa indulgência com relação às tolices a que somos levados por um entusiasmo, um estado de "transbordamento", digamos assim. Pois a ousadia é sempre fruto de um bem-estar... e já notaram como são comedidos os tristonhos?

***

Procurando nos acercar o mais possível da verdade, temos que considerar uma tal ordem de nuances e meandros que, por fim, o que ganhamos em exatidão perdemos em ênfase, e concisão.

Decorre decerto daí o uso indiscriminado das meias-verdades no dia-a-dia (para não falar no deleite que nos proporcionam a imprecisão e o arbítrio): sem elas, creio, poucos teriam a pachorra de entabular uma conversa.

***

Do cômodo estado de auto-indulgência a que sempre tendemos, aquele do tronco oco que segue passivamente ao sabor da correnteza, somos içados por dois tipos antagônicos de criaturas: ou bem as atraentes (as que nos impressionam com alguma sorte de perfeição, ainda que não saibamos defini-la exatamente), diante das quais sentimos irresistível necessidade de agir, de modo a atraí-las para nosso campo de gravitação; ou bem as repugnantes, de desafiadora fealdade, perante as quais cumpre assegurar a diferença que acreditamos ser.


Pedro Amaral, carioca, 27 anos, filho de família cearense, bacharel em Filosofia pelo IFCS/UFRJ, tem mestrado em Relações Internacionais pela PUC/RJ. Publicou o livro "Vívido" em 1995, com prefácio de Antônio Houaiss, que mereceu da seção "Livros" da revista "Veja" de 01/1097 a seguinte manchete: "Bom de Verso — O jovem Pedro Amaral encanta a crítica e é apontado como a grande promessa da poesia." Elogiado por Silvano Santiago, Helena Buarque de Holanda e pelo excelente poeta Manoel de Barros, participou do livro "7+1" com outros jovens poetas, editado pela Francisco Alves, Rio de Janeiro, 1997. Deste extraímos os pensamentos acima, pág. 79.

[ Voltar ]

RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUAL
Copyright © 1996 PROJETO RELEITURAS. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site.