Sensual Alice

Francisco Miguel de Moura



Foi na queda da minha meninice,
desaguando na minha juventude,
que me veio à cabeça esta virtude
de te gravar no coração, Alice.

Tu brincavas na areia, ondas salgadas
vinham quebrar-se nos teus pés sem pejo.
Aproveitar meu prematuro ensejo
seria um céu. Perdi nossas pegadas.

Sonho as curvas da praia, as curvas tuas
como o seio nascente que guardavas...
De tantas coisas desejei só duas.

Na noite, as mãos levíssimas de sondas...
E entre séria e risonha te afastavas,
levada docemente pelas ondas.


Francisco Miguel de Moura, poeta brasileiro, nasceu a 16 de junho de 1933, já publicou 13 livros somente de poesia e tem mais 5 inéditos. Mora em Teresina, Piauí. Membro da APL (Academia Piauiense de Letras, Teresina, Piauí) e da IWA (International Writers and Artists Association, Toledo, Estados Unidos).


[ Voltar ]


RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUAL

Copyright © 1996 PROJETO RELEITURAS. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site.