[ Principal ][ Biografias ][ Releituras ][ Novos escritores ]

© Projeto Releituras
Arnaldo Nogueira Jr



Jorge Timossi


Minicontos

Jorge Timossi


Escambo

Manuel era um comerciante muito experiente que, quando acabava sua dose de paciência, saía para o mercado com umas poucas doses de esperança -- que exibia dobradas debaixo do braço, como se fossem simples jornais -- para trocá-las duas por uma, o que suscitava a inveja de seus concorrentes, arruinados pela estimativa de que a esperança estava em baixa, ao passo que as cotações da paciência continuavam em alta no mundo inteiro.

Mesquinhez

Nemésio era um homem tão mesquinho que, quando decidiu se enforcar, pendurou seus escassos sentimentos no galho mais baixo de um bonsai.

Imigração

O funcionário da alfândega abriu a maleta de couro gasto, comprovou que aquele imigrante levava apenas sua pesada tragédia pessoal, fechou-a com muito cuidado e murmurou, como se não se referisse a ninguém em particular: "Passe, de qualquer maneira acho que não vai lhe ser de nenhuma utilidade."

Foto

A noiva arrumou a saia de seu longo vestido branco, ajeitou o tule que descia da cabeça aos pés, colocou seu coração sobre a cadeira vazia, pôs uma das mãos no espaldar, sorriu como quem já não alimenta ilusões, e assim posou para a foto mais premonitória de sua vida.

Labirinto

Uma vez no labirinto, chegou um momento em que tive a impressão de que cruzava repetidamente comigo mesmo, de que eu era o outro, dentro e fora de mim, até que, desconcertado, escolhi ficar um instante quieto num ponto, talvez assim pudesse recuperar meus sentidos, e foi então que me vi, com espanto, passar por outro dos caminhos equivocados e sem saída.


Jorge Timossi Corbani nasceu em Buenos Aires, Argentina, em 1936. É, hoje, cidadão cubano. Um dos fundadores da agência de notícias Prensa Latina, foi correspondente jornalístico em diferentes países (no Brasil, em 1959 e 1960) . Em 1979, recebeu o Prêmio da Organização Internacional de Jornalistas pelo conjunto de seu trabalho jornalístico testemunhal. Em 1999, foi agraciado com o Prêmio Nacional de Jornalismo "José Marti", concedido pelo governo cubano.. Atualmente, é vice-presidente do Instituto Cubano do Livro e dirige a Agência Literária Latino-americana, fundada por ele em 1984. Apesar de curtas, as histórias de Timossi são intensas de poesia e, em outras vezes, carregadas de um refinadíssimo humor, na medida certa para os leitores que apreciam os rápidos relatos. Os minicontos acima foram extraídos de seu livro "Continhos e outras alterações", Casa Jorge Editorial - Niterói (RJ), 1997, tradução de Sieni Marcia Campos, e parece ser o único de seus trabalhos publicados no Brasil. Esse livro tem ilustrações do cartunista Quino, criador de Mafalda. Velhos amigos, Quino se inspirou em Timossi para criar Felipe, companheiro de Mafalda em suas peripécias. Além desse, é autor de "Poesia Actual de Buenos Aires" (1964); "El Desafio Cubano" (1968); "Grandes Alamedas, el Combate del Presidente Allende" (1974); "Poemas de un Corresponsal" (1981); "Palmeras" (poesia, 1982); "Um perfume para Lam" (1988) e "Las cosas como son" (poesia, 1991). Fez, também, o posfácio do livro "O sonho de Salvador Allende" (1998).]


Timossi nos foi apresentado por Custódio, amigo cartunista, escritor, saxofonista e tudo o mais que se espera de um "gente boa".

 

[ Principal ][ Biografias ][ Releituras ][ Novos escritores ]

© Projeto Releituras — Todos os direitos reservados. O Projeto Releituras — um sítio sem fins lucrativos — tem como objetivo divulgar trabalhos de escritores nacionais e estrangeiros, buscando, sempre que possível, seu lado humorístico,
satírico ou irônico. Aguardamos dos amigos leitores críticas, comentários e sugestões.
A todos, muito obrigado. Arnaldo Nogueira Júnior.
® @njo