[ Principal ][ Biografias ][ Releituras ][ Novos escritores ]

© Projeto Releituras
Arnaldo Nogueira Jr



João Carlos T. Gomes


Soneto da perene magia

João Carlos Teixeira Gomes


Sobre ti choverão meus toscos versos,
em louvor da beleza fugidia.
Do tempo hão-de dobrar os mais perversos
logros, que te ensombram o claro dia.

Se a vida é um roteiro sem reversos,
minha escrita te será plena alegria,
pois a todos lembrará, aqui emersos,
os enredos que te eram galhardia.

Sempre eterna te será a juventude,
mais nas rimas que em bronze dissoluto,
contra o qual se compraz o tempo rude.

Pois rendido ao encanto que te adorna,
plantarei com paixão, neste reduto,
o instante da magia que não torna.


João Carlos Teixeira Gomes
é ensaísta e poeta, professor de literatura brasileira na Universidade Federal da Bahia. Em 1985 publicou um livro sobre Gregório de Mattos e a tradição da sátira peninsular ("Gregório de Mattos, o Boca de Brasa") que foi muito bem recebido pela crítica e pelo público. Outro trabalho de sua autoria também publicado foi "Camões Contestador e Outros Ensaios". Além desses, participou, em colaboração, dos livros "Dezoito Contistas Baianos", "Da Ideologia do Pessimismo à Ideologia da Esperança", "A Obsessão Barroca da Morte de Manuel Bernardes e Quevedo". O autor do polêmico ""Memórias das Trevas - Uma devassa na vida de Antônio Carlos Magalhães", Geração Editorial - São Paulo, ocupa a cadeira nº. 15 da Academia de Letras da Bahia. Tem três livros de poesias publicados: "Ciclo Imaginário", "O Domador de Gafanhotos" e "A Esfinge Contemplada". Deste último, lançado pela Editora Nova Fronteira - Rio de Janeiro, 1988, pág. 148, extraímos o soneto acima.

 

[ Principal ][ Biografias ][ Releituras ][ Novos escritores ]

© Projeto Releituras — Todos os direitos reservados. O Projeto Releituras — um sítio sem fins lucrativos — tem como objetivo divulgar trabalhos de escritores nacionais e estrangeiros, buscando, sempre que possível, seu lado humorístico,
satírico ou irônico. Aguardamos dos amigos leitores críticas, comentários e sugestões.
A todos, muito obrigado. Arnaldo Nogueira Júnior.
® @njo