[ Principal ][ Biografias ][ Releituras ][ Novos escritores ]

© Projeto Releituras
Arnaldo Nogueira Jr



Barão de Itararé
(Apparício Torelly)

 

 


Máximas e Mínimas

Barão de Itararé


Deus dá peneira a quem não tem farinha.

Testamento de pobre se escreve na unha.

Tempo é dinheiro. Vamos, então, fazer a experiência de pagar as nossas dívidas com o tempo.

Precisa-se de uma boa datilógrafa. Se for boa mesmo, não precisa ser datilógrafa.

O fígado faz muito mal à bebida.

O casamento é uma tragédia em dois atos: um civil e um religioso.

Com as crianças é necessário ser psicólogo. Quando uma criança chora, é porque quer balas. Quando não chora, também.

O menino, voltando do colégio, perguntou à mãe:
-- Mamãe, por que é que pagam o ordenado à professora, se somos nós que fazemos os deveres?

O feio da eleição é se perder.

A moral dos políticos é como elevador: sobe e desce. Mas, em geral, enguiça por falta de energia, ou então não funciona definitivamente, deixando desesperados os infelizes que confiam nele.

Com dinheiro à vista toda gente é benquista.

Se você tem dívida, não se preocupe, porque as preocupações não pagam as dívidas. Nesse caso, o melhor é deixar que o credor se preocupe por você.

Palavras cruzadas são a mais suave forma de loucura.

A alma humana, como os bolsos da batina de padre, tem mistérios insondáveis.

O homem cumprimentou o outro, no café.
-- Creio que nós fomos apresentados na casa do Olavo.
-- Não me recordo.
-- Pois tenho certeza. Faz um mês, mais ou menos.
-- Como me reconheceu?
-- Pelo guarda-chuva.
-- Mas nessa época eu não tinha guarda-chuva...
-- Realmente, mas eu tinha...

O homem é um animal que pensa; a mulher, um animal que pensa o contrário. O homem é uma máquina que fala; a mulher é uma máquina que dá o que falar.

O homem que se vende recebe sempre mais do que vale.

O mal alheio pesa como um cabelo.

A solidez de um negócio se mede pelo seu lucro líquido.

Que faz o peixe, afinal?... Nada.

A sombra do branco é igual a do preto.


O texto acima foi extraído do livro "
Máximas e Mínimas do Barão de Itararé", Editora Record - Rio de Janeiro, 1985,  pág. 28 e seguintes, uma coletânea organizada por Afonso Félix de Sousa.

Saiba sobre o autor e sua obra visitando “Biografias”.

 

[ Principal ][ Biografias ][ Releituras ][ Novos escritores ]

© Projeto Releituras — Todos os direitos reservados. O Projeto Releituras — um sítio sem fins lucrativos — tem como objetivo divulgar trabalhos de escritores nacionais e estrangeiros, buscando, sempre que possível, seu lado humorístico,
satírico ou irônico. Aguardamos dos amigos leitores críticas, comentários e sugestões.
A todos, muito obrigado. Arnaldo Nogueira Júnior.
® @njo