Frases 02


· Do jeito que a coisa vai, já, já, vamos ter CPI até em Assembléia de Deus. (Arnaldo Nogueira Jr.)

· Se Capitu não traiu Bentinho, então Machado de Assis é José de Alencar. (Dalton Trevisan)

· Política não é só o bônus; são também os ônus. (Ulysses Guimarães)

· Não há nada errado com a Flórida que um furacão não possa curar. (Carl Haiaasen)

· Os EUA são uma grande Mesbla. Tudo departamentalizado. Bairro hippie, bairro gay, bairro chinês.

  Daqui a pouco vai ter bairro de loira com menos de 30 anos com alergia a manga, por exemplo.  (José Simão)

· John Lennon era um porco manipulador, o que ninguém jamais imaginou. Agora, depois de morto, virou Martin Luther Lennon. (Paul McCartney)

· O Brasil é muito grande. Isso aqui merecia uns três ou quatro presidentes ao mesmo tempo. (Lygia Fagundes Telles)

· Temos que fazer sacrifícios de cabo a rabo, ou seja, do governo até o operário. (Luís Eulálio de Bueno Vidigal Filho)

· O melhor Carnaval brasileiro continua sendo o do Rio. A Bahia faz o melhor Carnaval africano. (Ruy Castro)

· Eles têm o direito de ser comunistas, eu admito até conversar com eles, agora o que eu não admito é que minha mãe esteja em pauta. (João Figueiredo)

· Em 99% dos filmes de Hollywood, os atores só tiram a roupa para transar. É muita falta de imaginação. (Peter Greenaway)

· Se você (mutuário do BNH) quiser fazer um grande favor a seus filhos, o melhor é dar um tiro na cabeça. (Affonso Celso Pastore)

· Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta. (Paulo Brossard)

· A corrupção não é uma invenção brasileira, mas a impunidade é uma coisa muito nossa. (Jô Soares)

· O erro democrático é sempre melhor que o possível acerto autoritário. (Eduardo Portela)

· Assim como os diamantes são os melhores amigos de uma garota, uma boa mãe é a melhor amiga de um rapaz. (Patricio Bisso)

· É graças a Deus que o Brasil tem saído de situações difíceis. Mas, graças ao diabo, é que se mete em outras. (Mário Quintana)

· Nossa polícia é boa. O que atrapalha é essa política de direitos humanos para bandidos. (Paulo Maluf)

· Mais democracia do que a que praticamos, creio que não existe em outra parte do mundo. (Augusto Pinochet)

· Sem a Bahia é muito difícil uma sucessão presidencial ser bem feita. É preciso botar cacau no café com leite. (Antônio Carlos Magalhães)

· Para mim, estranha mesmo é a gente tida como normal. Não é bizarro alguém em casa lavando pratos? (Jane Campion)

· Nós queremos um regime que não seja apenas da raposa, queremos um regime da raposa e da galinha, onde existam espaços para os dois. (Leonel Brizola)

· Sou um Matarazzo, mas minha vida é dedicada aos trabalhadores. (Eduardo Matarazzo Suplicy)

· As mulheres de outros candidatos ao governo do Estado de São Paulo são simplesmente esposas. Eu não. Sou Marta Suplicy. (Marta Suplicy)

· Quem bate forte na cara do FMI acaba quebrando a mão. (Fernão Bracher)

· Quem tiver dinheiro para comprar carne, em nome de Deus, eu libero para comê-la na Sexta-Feira Santa. (D. Paulo Evaristo Arns)

· Margareth Thatcher é o melhor homem da Inglaterra. (Ronald Reagan)

· O homem brasileiro é muito bonito, mas tem uma cabeça muito fraca. (Roberta Close)

· A história sempre acabou por dar razão aos caricaturistas e à Igreja. (Clóvis Ramalhete)

· Creio num velho ditado chinês que diz o seguinte: todos os fatos têm três versões: a sua, a minha e a verdadeira. (Jarbas Passarinho)

· Vocês (jornalistas) não me deixam casar. (Itamar Franco)

· Sou fútil, mas não estúpida. (Sarah Vaughan)

· Computador, TV, Internet servem como uma espécie de droga benigna. Idiotas de todo o mundo trocam mensagens idiotas entre si: melhor do que saírem dando tiros. (Marcelo Coelho)

· A bola entrar ou não é um detalhe mínimo. (Carlos Alberto Parreira)

· Não preciso de nenhuma quinta (nas redondezas de Lisboa). O meu gabinete no Planalto já é uma quinta: a quinta dos infernos. (José Sarney)

· A justiça tarda, mas não chega. (Marcelo Lavenere Machado)

· Não estou seguro de que ela (a liberdade) exista. Creio que é uma ilusão necessária, um estado de espírito. (Jorge Luis Borges)

· Um escritor geralmente é escritor por não poder ser homem de ação — e então vive as experiências de forma indireta. (Mario Vargas Llosa)

· É só começar a fazer songbook que o cara falece. Esse negócio de biografia também é um pé na cova. (Tim Maia)

· Em Minas Gerais, a política é como um crochê: não se pode dar ponto errado, sob pena de ter que começar tudo de novo. (Itamar Franco)

· Não sou preconceituoso, mas um jornalista que usa brinquinho não tem estatura para entrevistar  um deputado. (Samir Achôa)

· Cristo foi um dos grandes poetas do mundo -- tanto que 20 séculos já passaram por cima de suas palavras e elas são vivas e reviçadas todos os dias. (Manoel de Barros)

· O sinônimo de político hoje no Brasil é corrupto. O negro não carrega essa marca. (Pelé)

· Seja qual for o caminho escolhido, mesmo o de palhaço, a pessoa tem que estudar muito. (Renato Aragão)

· Acho ridículo andar com uma calça que tenha o nome de alguém na minha bunda. Bunda que mamãe beijou vagabundo nenhum põe tarja. (Paulo Francis)

· Senador é só pose. Quem manda mesmo é deputado. (Fernando Henrique Cardoso)

· Somos desenvolvidos em tudo, menos na pretensão. (Carlito Maia)

· Os vices são como ciprestes: só crescem à beira dos túmulos. (Sebastião Nery)


Mais uma seleção de frases deliciosas extraídas do livro "O Brasil em Mil Frases" (exceto a primeira, imodestamente ali colocada, que é de minha lavra), organizadas por Maurício Stycer, editado pela Empresa Folha da Manhã — Publifolha - São Paulo, 1996, págs. 05 e seguintes.

[ Voltar ]

RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUAL
Copyright © 1996 PROJETO RELEITURAS. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site.