[ Principal ][ Biografias ][ Releituras ][ Novos escritores ]

© Projeto Releituras
Arnaldo Nogueira Jr



Eucanaã Ferraz

 


Manifesto

Eucanaã Ferraz



Sim ao prazer sem custo.
Acatar, beber, dividir o bom
que venha feito o sol, gratuito.

Quem sabe se o dom, o sem-razão
e o sem-motivos possam mais
do que exigimos. Nem se duvide

do que é capaz a coincidência
entre as coisas. Nesse mundo
em que gênios são servos de si mesmos,

pratique-se o descanso, para
que o povo nunca esteja frio
e o coração passeie seus cavalos.



Eucanaã Ferraz nasceu no Rio de Janeiro em 18 de maio de 1961. Professor  de literatura brasileira na faculdade de letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro — UFRJ, escreveu, entre outros, os livros de poemas "Martelo" (7Letras, 1997); "Desassombro" (7Letras, 2002, prêmio Alphonsus de Guimaraens, da Fundação Biblioteca Nacional); publicado em Portugal (Quasi, 2001); "Rua do mundo (Cia. das Letras, 2004), publicado em Portugal (Quasi, 2006).

Organizou os livros "Letra só", com letras de Caetano Veloso (Cia.das.Letras, 2003), publicado em Portugal (Quasi, 2002); "Poesia completa e prosa de Vinicius de Moraes" (Nova Aguilar, 2004),a antologia "Veneno antimonotonia — Os melhores poemas e canções contra o tédio", (Objetiva, 2005) e "O mundo não é chato", com textos em prosa de Caetano Veloso (Cia. das Letras, 2005). Publicou, ainda, na coleção "Folha Explica", o volume "Vinicius de Moraes (Publifolha, 2006).


O poema acima foi extraído do livro "Cinemateca", Ed. Cia. das Letras - São Paulo (SP) - 2008, pág. 71.

 

[ Principal ][ Biografias ][ Releituras ][ Novos escritores ]

© 1996  PROJETO RELEITURAS — Todos os direitos reservados.
O PROJETO RELEITURAS — UM SÍTIO SEM FINS LUCRATIVOS — tem como objetivo divulgar trabalhos
de escritores nacionais e estrangeiros. Aguardamos dos amigos leitores críticas, comentários e sugestões.
A todos, muito obrigado. Arnaldo Nogueira Júnior. ®@njo