Carnaval

Euclides Cavaco


São no mundo festejadas
Folias de Carnaval
Mas sempre mais celebradas
No Brasil e Portugal !...

É quadra de euforia
Liberdade e extravagância
Num misto de idolatria
São festas de relevância...

Aldeias, vilas, cidades
Destes nossos dois países
Fazem das festividades
Momentos assaz felizes...

Fantasiam-se partidas
Forjadas no Carnaval
Ousadas e atrevidas
Mas ninguém as leva a mal.

A crítica mascarada
De máscara fica nua
Pois só assim disfarçada
Tem liberdade de rua...

Do frenético ambiente
Após a festa acabada
Permanece muita gente
Sem máscara...Mascarada !...



Euclides Cavaco nasceu em Seixo de Mira, distrito de Coimbra onde concluiu a instrução primária. Devido a carências econômicas não lhe foi possível ingressar de imediato nos estudos secundários como tanto desejava. A sua vontade persistente de estudar era manifesta, por isso ainda muito jovem decidiu ir para Lisboa a fim de arranjar um emprego e conciliar este seu grande sonho de estudar. Assim trabalhando de dia e estudando à noite , concluiu em Lisboa o curso geral dos liceus e freqüentou posteriormente os estudos superiores.

Em 1970 num impulso de aventura optou por se radicar no Canadá onde reside e, concluiu o curso em Gestão Administrativa , tendo alcançado com êxito o estatuto de empresário. Foi talvez a ausência da Pátria que o viu nascer que acordou nele o verdadeiro significado da palavra saudade.

Desde a sua chegada ao Canadá participou em diversas associações comunitárias e organizou muitos espetáculos. Em 1974 com um grupo de amigos fundou o programa de televisão Saudades de Portugal, de cujo foi apresentador. Em 1976 , devido ao seu envolvimento com a Sociedade Portuguesa, é nomeado Comissário pelo Governo do Ontário. Em 1980 liga-se à criação da Rádio Voz da Amizade, da qual é diretor e locutor na qual se empenha fervorosamente à divulgação da Língua e cultura portuguesa há mais de 27 anos.

Algumas obras (livros digitais) do autor:

- À descoberta da história
- Passatempos em versos
- Quando o meu canto é poesia
- Retalhos de fado I
- Natal da diáspora
- Ecos da poesia
- Voz da alma
- Fado é a alma portuguesa
- Terras da minha terra
- Retalhos de fado II
- Pedaços do meu país
- Horizontes da poesia

Leia os textos. Compre os CDs.
 

[ Voltar ]

RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUAL
Copyright © 1996 PROJETO RELEITURAS. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site.