Também os mortos

 Eunice Arruda

Para Lúcia Ribeiro da Silva


Também os mortos
me acompanham

Entre um e outro
degrau

Paramos. Como quem
descansa um fardo

Ao cair da tarde
— xale vinho aquecendo o corpo —
os mortos me acompanham

Entre um e outro
degrau

Mas
não me toquem — ainda
                              estou sonhando —
...


Eunice Arruda (1939), é natural de Santa Rita do Passa Quatro (SP). Pós-graduada em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, foi premiada no Concurso de Poesia PABLO NERUDA, organizado pela Casa Latinoamericana, Buenos Aires, Argentina, 1974. Presente em antologias, tem poemas publicados no Uruguai, Colômbia, França e Estados Unidos. Fez parte da diretoria da União Brasileira de Escritores e do Clube de Poesia de São Paulo.

Ministra oficinas de criação poética desde 1984, em locais como a Biblioteca Municipal Mário de Andrade e a Oficina da Palavra (Secretaria do Estado da Cultura), em São Paulo (SP). Coordenou os projetos “Tempos de Poesia/ Década de 60”, em 1995, e “Poesia 96/97”, promovidos pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. Por tais iniciativas recebeu o prêmio de Mérito Cultural conferido pela União Brasileira de Escritores (RJ), 1997.

Algumas de suas obras publicadas:

É tempo de noite. São Paulo, Massao Ohno, 1960.

O chão batido. São Paulo, Coleção Literatura Contemporânea, nº 7, 1963.

Outra dúvida. Lisboa, Panorâmica Poética Luso-Hispânica, 1963.

As coisas efêmeras. São Paulo, Ed. do Brasil, 1964.

Invenções do desespero. São Paulo, edição da autora, 1973.

As pessoas, as palavras. São Paulo, Ed. de Letras e Artes, 1976 (1.ed); São Paulo, Ed. do Escritor, 1984 (2.ed).

Os momentos. São Paulo, Nobel/Secretaria de Estado da Cultura, 1981.

Mudança de lua. São Paulo, Scortecci, 1986 (1.ed.); 1989 (2.ed.)

Gabriel, São Paulo, Massao Ohno, 1990.

Risco. São Paulo, Nankin Editorial, 1998 (Prêmio Fernando Pessoa da União Brasileira de Escritores, RJ/RJ).

À Beira. Rio de Janeiro, Blocos, 1999.

Há estações (haicai). São Paulo, Escrituras Editora, 2003 – selo Programa Nacional do Livro Didático.


Os versos acima, ainda inéditos, nos foram gentilmente enviados pela autora.

[ Voltar ]

RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUAL
Copyright © 1996 PROJETO RELEITURAS. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site.