Picadinho de humor à mineira

Dirceu


· Quem não tem cão, tem visita.

· Mulher de vida alegre é a que mora na rua da amargura?

· Lá se vai o último bem do falido. Os amigos por enquanto só hipotecaram a solidariedade.

· Para o homem que não gostava de deixar nada pelo começo, bastou um princípio de enfarte.

· Santo de casa não faz milagre, mas casa-de-santo faz.

· Psicanalista é o único capaz de mostrar o que somos na realidade: explorados na nossa boa-fé.

· A essência da vida é facilmente encontrável num último dia de férias.

· Quem avisa, Banco é.

· Moça muito prática: para ela não há nada com um outro depois do dia.

· O pai da tradicional família mineira foi um viajante carioca.

· O mineiro é realmente desconfiado; e o resto não é realmente digno de confiança.

· Nos momentos mais críticos de nossa história, São Paulo esteve firme ao lado de Minas. Quem duvidar, é só olhar no mapa.

· Ele vive voltado para o lar; no bar em frente.

· Milagre é o sujeito conseguir chegar ao fim da vida são e salvo.

· A ida começa ao quarenta.

· Morre o homem, fica a herança.

· Mineiro dá um boi pra não entrar numa briga. Depois, propõe um churrasco com ele pro adversário não guardar ressentimento.

· É hora de arregaçar as mangas... Mais uma noitada de bilhar.

· Hoje em dia, para levar uma vida decente, a gente tem que se prostituir.

· Quem morre antes, tem uma vida eterna maior.

· Ficar falando em desemprego, geralmente é coisa de quem não tem o que fazer...

· Até hoje, quem aceitou o desafio do Nordeste foi só violeiro.

· É difícil saber o que se passa na cabeça de uma pessoa que só assiste novela de televisão. Mas depois também, é uma moleza.

· Mais cedo ou mais tarde ele tem o seu trabalho reconhecido. E é preso como falsificador.

· Latejar é a dor em gotas.

· Mineiro só deixa de acender uma vela pra Deus e outra pro diabo, quando acendem quatro pra ele.

· Há certas freqüentadoras do society que fazem o trottoir de coluna em coluna social.

· No meio do caminho, há o intermediário.

· Meu epitáfio é um segredo que vou levar comigo para a sepultura.

· Se arrependimento matasse, Deus não seria mais eterno.

· Vizinho, quanto mais distante da gente, melhor.

· Negócios, negócios. Honestidade à parte.

· Já não se faz mais passado como antigamente.

· Reticência é o ponto final dos indecisos.

· Voltei da Pasárgada. O rei lá não era meu amigo coisa nenhuma!


DIRCEU
Alves Ferreira, mineiro de Araxá, é um frasista dos bons. Segundo Ziraldo, no prefácio de seu livro, Dirceu "começou nas páginas do Pasquim, muito antes de nós inaugurarmos ali, na página dois, a nossa seção de PICLES. Colabora com a imprensa de Belo Horizonte e, mesmo sem publicar, faz mais de cem frases por dia."


As frases acima foram extraídas de "
Picadinho de Humor à Mineira", Editora Codecri - Rio de Janeiro, 1979, págs. 13 a 84.

[ Voltar ]

RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUAL
Copyright © 1996 PROJETO RELEITURAS. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site.