[ Principal ][ Releituras ][ Biografias ][ Novos Escritores ]

?Projeto Releituras
Arnaldo Nogueira Jr




Nome:
Affonso Romano
de Sant'Anna

Nascimento:
27/03/1937

Natural:
Belo Horizonte - MG

Menu do Autor


Affonso Romano de Sant'Anna


"Às vezes, voc?perde vários poemas, porque sente uma frase, sente algo murmurado no seu espírito e não presta atenção porque est?ocupado com os ruídos da vida. ?necessário apurar o seu ouvido, ter a humildade de anotar a coisa mesmo quando ela não ?muito boa. Pode, de repente, um texto meio nebuloso, meio esquisito, meio simplório demais, dar raiz a um poema posteriormente interessante."


 
Affonso Romano de Sant'Anna ?um caso raro de artista e intelectual que une a palavra ?ação. Com uma produção diversificada e consistente, pensa o Brasil e a cultura do seu tempo, e se destaca como teórico, como poeta, como cronista, como professor, como administrador cultural e como jornalista.

Com mais de 40 livros publicados, professor em diversas universidades brasileiras - UFMG, PUC/RJ, URFJ, UFF, no exterior lecionou nas universidades da California (UCLA), Koln (Alemanha), Aix-en-Provence (França). Seu talento foi confirmado pelo estímulo recebido de várias fundações internacionais como a Ford Foundation, Guggenheim, Gulbenkian e o DAAD da Alemanha, que lhe concederam bolsas de estudo e pesquisa em diversos países.

Nascido em Belo Horizonte (1937), desde os anos 60 teve participação ativa nos movimentos que transformaram a poesia brasileira, interagindo com os grupos de vanguarda e construindo sua própria linguagem e trajetória.

Data desta época sua participação nos movimentos políticos e sociais que marcaram o país. Embora jovem, seu nome j?aparece nas principais publicações culturais do país. Por isto, como poeta e cronista foi considerado pela revista “Imprensa? em 1990, como um dos dez jornalistas que mais influenciam a opinião de seu país.

Nos anos 70, dirigindo o Departamento de Letras e Artes, PUC/RJ, estruturou a pós graduação em literatura brasileira do Brasil, considerada uma das melhores do país. Trouxe ao Brasil conferencistas estrangeiros como Michel Foucault e apesar das dificuldades impostas pela ditadura realizou uma série de encontros nacionais de professores, escritores e críticos literários além de promover a ?Expoesia?- evento que reuniu 600 poetas num balanço da poesia brasileira.

Durante sua gestão, pela primeira vez no país a chamada literatura infanto-juvenil passou a ser estudada na universidade e a ser tema de teses de pós-graduação. Foram também abertos cursos de Criação Literária com a presença de importantes escritores nacionais.

Foi autor, dentro da universidade, de trabalhos pioneiros sobre música popular, como o livro "Música popular e moderna poesia brasileira".

Como jornalista trabalhou nos principais jornais e revistas do país: Jornal do Brasil (pesquisa e copydesk), Senhor(colaborador) ,Veja(critico), Isto ?Cronista), colaborador do jornal O Estado de São Paulo. Foi cronista d da Manchete e do Jornal do Brasil . e est? n'O Globo desde 1988.

Considerado pelo crítico Wilson Martins como o sucessor de Carlos Drummond de Andrade, no sentido de desenvolver uma “linhagem poética?que vem de Gonçalves Dias, Bilac, Bandeira e Drummond, realmente substituiu este último como cronista no “Jornal do Brasil? em 1984. E foi sobre Carlos Drummond de Andrade a sua tese de doutoramento (UFMJ), intitulada:"Drummond, o gauche no tempo", que mereceu quatro prêmios nacionais.

Nos duros tempos da última ditadura militar, Affonso Romano de Sant'Anna publicou corajosos poemas nos principais jornais do país, não nos suplementos literários, mas nas páginas de política . Poemas como ?Que país ?este??(traduzido para o espanhol, inglês, francês e alemão), foram transformados em “posters? aos milhares, e colocados em escritórios, sindicatos, universidades e bares.

Nessa época produziu uma série de poemas para a televisão (Globo) .Esses poemas eram transmitidos no horário nobre, no noticiário noturno e atingiam uma audiência de 60 milhões de pessoas.

Como presidente da Biblioteca Nacional ?a oitava biblioteca do mundo, com oito milhões de volumes ?realizou entre 1990 e 1996 a modernização tecnológica da instituição, informatizando-a, ampliando seus edifícios e lançando programas de alcance nacional e internacional.

Criou o Sistema Nacional de Bibliotecas, que reúne 3.000 instituições e o PROLER ( Programa de Promoção da Leitura), que contou com mais de 30 mil voluntários e estabeleceu-se em 300 municípios em 1991 lançou o programa “Uma biblioteca em cada município?

Criou na Biblioteca Nacional os programas de tradução de autores brasileiros, de bolsa para escritores jovens e encontros internacionais com agentes literários.

Seu trabalho ?frente da Biblioteca Nacional possibilitou que o Brasil fosse o país-tema da Feira de Frankfurt( 1994), o país-tema, na Feira de Bogot?1995) e no Salão do Livro( Paris, 1998).

Lançou a revista “Poesia Sempre? de circulação internacional, tendo organizado números especiais sobre a América Latina, Portugal, Espanha, Itália, França, Alemanha.

Foi Secretário Geral da Associação das Bibliotecas Nacionais Ibero-Americanas(1995-1996), que reúne 22 instituições desenvolvendo amplo programa de integração cultural no continente.

Foi Presidente do Conselho do Centro Regional para o Fomento do Livro na América Latina e no Caribe-CERLALC), 1993-1995.

Como poeta participou do “International Writing Program?1968-1969) em Iowa, USA, dedicado a jovens escritores de todo o mundo.

Tem participado de dezenas de encontros internacionais de poesia. Esteve no Festival Internacional de Poesia Pela Paz, na Coréia(2005) , realizou uma série de leituras de poemas no Chile, por ocasião do centenário de Neruda (2004), esteve na Irlanda, no Festival Gerald Hopkins (1996), na Casa de Bertold Brecht, em Berlim (1994), no Encontro de Poetas de Língua Latina (1987), no México, no Encontro de Escritores Latino-americanos em Israel (1986).

Mereceu vários prêmios nacionais destacando-se o da Associação Paulista de Críticos de Arte pelo "conjunto de obra".

Foi júri de uma série de prêmios internacionais como o Prêmio Camões (Portugal/Brasil), Prêmio Rainha Sofia (Espanha), Prêmio Peres Bonald (Venezuela), Prêmio Pégaso/Mobil Oil (Colômbia/USA), Reina Sofia (Espanha).

Diversos textos seus foram convertidos em teatro, bal?e música e tem diversos CDs de literatura gravados com sua voz e na voz de atores diversos.

Sua obra tem sido objeto de teses de mestrado e doutorado no Brasil e no exterior.

Recebeu algumas das principais comendas brasileiras como Ordem Rio Branco, Medalha Tiradentes, Medalha da Inconfidência, Medalha Santos Dummont.

?casado com a escritora Marina Colasanti.


Obras do biografado:

Poesia (Brasil):

"Canto e Palavra"- 1965 - Imprensa Oficial de Minas Gerais

"Poesia sobre Poesia"- 1975 - Imago/RJ

"A Grande Fala do Índio Guarani"- 1978 - Summus Editorial/SP

"Que País ?Este?"- 1980 - Civilização Brasileira - 1984 - Rocco/RJ


"A Catedral de Colônia e Outros Poemas"- 1987 - Rocco/RJ

"A Poesia Possível" (poesia reunida) - 1987 - Rocco/RJ

"O Lado Esquerdo do Meu Peito"- 1991 - Rocco/RJ


"Epitáfio para o século XX" (antologia) - 1997 - Ediouro/SP

"Melhores poemas de Affonso Romano de Sant'Anna - Global/SP

"A grande fala e Catedral de Colônia" (ed. comemorativa) -1998 - Rocco, Rio

"O intervalo amoroso" (antologia). - 1999 - L&PM/Porto Alegre

"Textamentos" - 1999 - Rocco/RJ

"Vestígios" - 2005 - Rocco/RJ

"A cegueira e o saber" - 2006 - Rocco/RJ


Poesia (Exterior):

"Antologia de Poesia Brasileira" (org. Jose Valle Figueiredo) - 1970 - Verbo, Portugal.

"Antologia de La Poesia Latinoamericana (1950-1970) (org. Stfan Baciu) - 1974 - State University of New York, 1974.

"Litérature du Brèsil (Revue Europe)" - 1982 - Paris, França.

"Beispilsweise Koln-Ein Lesebuch herausgegeben von H. Grohler" - G. E. Hoffman, H. J. Tummers, Lamuv Verlag, Alemanha, 1984.

"Translation: The Journal of literary Translation" - 1984 - Spring Columbia Univ.

"Lianu Liepsna (Brazily naujosios poezijos antologija)" (Antologia de poesia brasileira em lituano) - 1985 - Org. Povilas Gaucys, Chicago.

"South Easser Latin americanisis" - 1985 - Univ. Miami


"A posse da terra (escritor brasileiro hoje)" (org. Cremilda Medina) - 1985 - Imp. Nacional/Casa da Moeda/Sec. Cultura, SP.

"Antologia da poesia brasileira" (org. Carlos Nejar) - 1986 - Imp. Nacional/Casa da Moeda, Portugal.

"Brazilian literature" - 1986 - Special Issue. Latin American Literary Review, Univ. Pittsburgh.

"Anthologie de la nouvelle poèsie brèsilienne" (org. Serge Borjea) - 1988 - Harmatan, Paris.

"Okolice (miesiecznick spoleczno-literacki)" - 1992 - Marzec, Polônia

"Epitáfio para el siglo XX" - 1994 - Fundarte - Caracas, Venezuela

"Antologia da Poesia Brasileira" - 1994 - China, Emb. do Brasil - Pequim

"Libert?Brasil Lirtéraire" - 1994 - Montreal, Canad?br>
"Das Gediche (Zeitschrife fur lyrik, Essay und Kritik)" - 1995 - AGHL, Alemanha.

"Vision de la poesia brasileña" (org. Thiago de Mello) - 1996 - Instituto Libro Santiago, Chile.

"Tierra de Nadie" (antologia de nueve poetas latinoamericanos) - 1996 - Ed. Una, Costa Rica.

"Neue lateinamrikanishee poesial" - Nueva Poesía America Latina. Rowohir Literatur Magazin, 38, Hamburg, 1996.

"Review: Latin American Literature and Arts" - 1996 - America Societe, New York, USA.

"Poeti brasiliani contemporanei" - 1997 - Silvio Castro. Centro Internazionale della Grafica di Venezia. Univ. Padora, Itália.

"Affonso Romano de Sant' Anna & Carlos Nejar: deux poètes brésiliens contemporains" (org Regina Machado) - 2000 - La Sape, Centre Nationnale de Lettres, Paris.

Antologias de Poesia (Brasil)
:

"4 poetas" - 1960 - Universitária, Belo Horizonte

"Violão de rua I" - 1962 - Civilização Brasileira

"Violão de rua II" - 1963 - Civilização Brasileira

"Violão de rua III" - 1963 - Civilização Brasileira

"Poesia da fase moderna" (org. Manuel Bandeira e Walmyr Ayala) - 1966 - Ediouro

"Poesia viva" (org. Moacyr Felix) - 1968 - Civilização Brasileira

"Poesia contemporânea" (org. Henrique Alves) - 1985 - Roswitha Kampf - SP

"Carne viva" (org. Olga Savary) - 1984 - Anima/RJ

"O Imaginário a Dois "- 1987 - Artetexto/RJ (com Marina Colasanti)

"Sincretismo: a poesia da Geração 60" (org. Pedro Lyra) - 1995 - Topbooks

"Poesia contemporânea, cadernos de poesia brasileira" - 1997 - Cadenos de Poesia Brasileira. Inst. Cultural Ita? SP

"Ba?de Letras" (antologia poética de Juiz de Fora) - 2000 - Funalfa, Juiz de Fora

"Os cem melhores poetas brasileiros do século" (org. Jos?Nêumanne Pinto) - 2001 - Geração Editorial,SP

Crônicas:

"A Mulher Madura"- 1986 - Rocco/RJ

"O Homem que Conheceu o Amor"- 1988 - Rocco/RJ

"A Raiz Quadrada do Absurdo"- 1989 - Rocco/RJ

"De Que Ri a Mona Lisa?"- 1991 - Rocco/RJ

"Mistérios Gozosos"- 1994 - Rocco/RJ

"A vida por viver" - 1997 - Rocco/RJ

"Porta de Colégio" (antologia) - 1995 - Ática/SP

"Nós os que matamos Tim Lopes" - 2002 - Expressão e Cultura

"Pequenas seduções" - 2002 - Sulina

"Que presente te dar" - 2002 - Expressão e Cultura

"Antes que elas cresçam" - 2003 -Landmark

"Os homens amam a guerra" - 2003 - Francisco Alves

"Que fazer de Ezra Pound" 2003 - Imago

Ensaios
:


"O Desemprego da Poesia"- 1962 - Imprensa Universitária de Minas Gerais

"Drummond, o "gauche" no tempo" - Record/Rio - 1990

"Política e Paixão"- 1984 - Rocco/RJ

"Análise Estrutural de Romances Brasileiros" - 1989 - Ática/Petrópolis

"Por um novo Conceito de Literatura Brasileira"- 1977 - Eldorado/RJ

"Música Popular e Moderna Poesia Brasileira" - 1997 - Vozes/Petrópolis

"Emeric Marcier "- 1993 - Pinakothec/RJ

"O Canibalismo Amoroso"- Rocco/RJ - 1990

"Paródia Paráfrase & Cia."- 1985 -  Ática/SP

"Como se Faz Literatura "- 1985 - Vozes /Petrópolis

"Agosto 1991: Estávamos em Moscou"- 1991 - Melhoramentos/SP (com Marina Colasanti)

"O que aprendemos at?agora?" - Edutifia, São Luís, Maranhão (1984). Ed. Universidade de Santa Catarina - SC, 1994

"Barroco, alma do Brasil." - 1997 - Comunicação Máxima/Bradesco, RJ
Reeditado em inglês, francês e espanhol , 1998

A sedução da palavra(ensaio e crônicas). Letraviva. Brasili, 2000

Barroco, do quadrado ?elipse. Rocco,Rio, 2000

Desconstruir Duchamp, Vieira e Lenti Casa Editorial, 2003

Prosa e Ensaios (participações):

O livro do seminário (1? Bienal Nestl?de Literatura), 1982

Crônicas mineiras. Ática, 1984

A paixão segundo G.H. - Clarice Lispector (textos críticos). Co. Arquivos, Unesco, 1988

Tv ao vivo. Brasiliense, 1988

Homenagem a Manuel Bandeira, UFF/ Presença, Rio, 1989

Palavra de poeta. Denira do Rosário. Jos?Olympio, Rio, 1989

Auto-retratos.Giovani Ricciardi, Martins Fontes, São Paulo, 1991

Drummond (arte em exposição). Salamandra, Rio, 1990

Minas liberdade. Secretaria de Cultura de Minas Gerais, 1992

O amor natural. Carlos Drummond de Andrade (prefácio), Record. Rio, 1992.

Cartas de Mário de Andrade. Nova. Fronteira, Rio, 1993

Hélio Pelegrino. A-deus. Vozes, Petrópolis, 1990

131 posições sexuais (o sexo visto por 131 personalidades) Org./ Lu Lacerda

Tiradentes, teu nome ?liberdade, Máxima Comunicação, Rio, 1992

O livro ao vivo. Centro Cultural Cândido Mendes, Rio, 1995

Crônicas de amor. Ceres, SP, sem data

Brasil e Portugal: 500 anos de enlaces e desenlaces - volume 01 - (org. Gilda Santos). Real Gabinete Português de Leitura, Ano 2000, Rio

Para entender o Brasil.(org. Marisa Sobral Luiz Antonio Aguiar), Alegro, São Paulo,2000

Brasil e Portugal 500 anos de enlaces e desenlaces, volume 02 - Real Gabinete Português de Leitura, 2001,Rio

Prosas e Ensaios (participações no exterior):

Confluences littéraires(Bresil-Quebec). Les bases d"une compairaison.Les Editions Balzac,Montreal, 1992

Les riques du métier. L'Exagone.Quebec. Montreal. Canad? 1990

Cuentos Brasileños. Andres Bello, Chile, 1994

O Brasil no limitar do sec. XXI. Frankfurt am Main,TFM, Frankfurt, 1996

Libraries, social inequalities and the challenge of the twenty first century.Dedadus(Journal of the American Academy of Arts ans Sciences,Fall 1996).

Tropical Paths: essay on modern brazilian literature (Org. Randal Jonhson) Ed.Garland, N. York/London, 1993

Brésil, poèsie du corpos. M. Leroy-Patay- M.E. Malheiros Poulet, La taillanderie, Lyon, 2000

"Lusofonia, mentiras e realidade" in "Veredas (Revista da Associação Internacional de Lusitanistas), Fundação Eng. Antonio de Almeida, Porto, 2000

Multimídia:

Cds
:

Affonso Romano de Sant'Anna por Tônia Carrero. Luzdacidade. Niterói, 1998.

Crônicas escolhidas (com participação de Paulo Autran). Luzdacidade, Niterói, 1999.

"O escritor por ele mesmo" Instituto Moreira Salles, 2001.

Prêmios Literários:

"Prêmio Mário de Andrade" - Com o livro "Drummond, o gauche no tempo."

"Prêmio Fundação Cultural do Distrito Federal" - Com o livro "Drummond, o gauche no tempo."

"Prêmio União Brasileira de Escritores" - Com o livro "Drummond, o gauche no tempo."

"Prêmio Pen-Clube" - Com o livro "O canibalismo amoroso"

"Prêmio União Brasileira de Escritores" - Com o livro "Mistérios Gozosos"

"Prêmio APCA-Associação Paulista de Críticos de Arte", pelo conjunto de obra


As informações acima foram enviados pelo autor

Ir para o menu do autor

 

[ Principal ][ Releituras ][ Biografias ][ Novos Escritores ]

?Projeto Releituras — Todos os direitos reservados. O Projeto Releituras — um sítio sem fins lucrativos — tem como
objetivo divulgar trabalhos de escritores nacionais e estrangeiros, buscando, sempre que possível, seu lado humorístico,
satírico ou irônico. Aguardamos dos amigos leitores críticas, comentários e sugestões.
A todos, muito obrigado. Arnaldo Nogueira Júnior.
?@njo